Como Montar um Cardápio de Lanchonete

Mesmo em estabelecimentos que vendem só lanches, o menu é como uma vitrine de uma loja. Sua criação deve seguir algumas regras pensadas exclusivamente para atrair o consumidor, gerar desejo, estimular a comprar! É por todos esses fatores que você deve aprender como montar um cardápio de lanchonete. Confira as principais dicas!

Crie categorias

A disposição em que os produtos são apresentados sempre segue um padrão: são divididos por categorias. Logo, entre outras opções, você pode criar seções como:

– lanches especiais da casa;
– lanches tradicionais;
– lanches naturais;
– acompanhamentos;
– porções;
– bebidas naturais;
– bebidas alcoólicas;
– sobremesas.

Essas são apenas algumas sugestões. Distribuir os seus produtos dessa forma facilita a visualização e a escolha dos clientes. Também vale a pena deixar um espaço no cardápio só para combos, promoções de pratos para aumentar suas vendas ou opções do dia.

Dica extra

Caso tenha uma lanchonete temática, use isso também na criação das categorias, que podem receber nomes relacionados ao estilo adotado pelo seu estabelecimento. Essa brincadeira, que também vale para o nome dos lanches, diverte e instiga o consumidor a experimentar várias opções.

Escolha um design simples

Um dos maiores erros de como montar um cardápio de lanchonete está na escolha do design do cardápio. Há modelos que fornecem muitas informações e tornam o menu praticamente um livro, dificultando o entendimento e a escolha do cliente.

Diante disso, sempre dê preferência a opções simples, com folha única (frente e verso) ou dupla. Em ambos os casos, tenha espaço para texto, preço e imagens, mas sem causar poluição visual.

Cuidado com o preço

Outro detalhe importante é a disposição dos preços, que preferencialmente devem ser colocados logo após a descrição do lanche ou produto, de modo que as comparações, do que é mais caro ou mais barato, sejam evitadas.

Capriche nas fotos e cores

As imagens usadas no cardápio de uma lanchonete devem ter nitidez, cores intensas e precisam ser produzidas por profissionais. Isso pode gerar um custo a mais para o estabelecimento, mas veja como um investimento que certamente vai retornar em compras.

Também tome cuidado com a escolha das cores, pois elas podem interferir no seu negócio. O vermelho, amarelo e laranja, por exemplo, são tons fortes e que dão fome. Só não esqueça de manter a identidade da sua marca no cardápio.

Faça ótimas descrições!

Nem todos os lanches do cardápio terão fotos. Então, como convencer o consumidor a comprá-los? Esse é justamente o papel das descrições, que precisam ser muito bem elaboradas para convencer as pessoas de que elas também serão deliciosas.

Para isso, além de mencionar os ingredientes usados, dê destaque para modos de preparos diferenciados e diga quando algum item (como pão ou queijo) é fabricado pelo próprio estabelecimento.

O que achou das dicas de como montar um cardápio de lanchonete? Vai usá-las? Para conhecer outras formas de atrair consumidores e melhorar as vendas, continue no blog e aprenda a fazer marketing para restaurantes.

banner post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *